BOLINHA DE GUDE BEM INTENCIONADA

Parabéns, hoje você encontrou uma bolinha de gude bem intencionada!!!

Parabéns!!! Você atraiu uma Bolinha de Gude Bem Intencionada. Ao embalar cada bolinha é criada a boa intenção, para quem a receber, de pensamentos felizes e prósperos. O convite é para que você possa continuar reprogramando sua bolinha de gude com seus pensamentos de esperança, foco e felicidade. A proposta dessa ação e desse blog é disseminar uma corrente de felicidade pelas cidades. Para isso é proposto, que toda vez que tocar na bolinha, você tenha pensamentos de gratidão, doação e intenção (veja mais informações nos textos laterais e postagens).
Nenhuma ação mística ou espiritual é atribuída a bolinha de gude a não ser o uso da mesma para condicionar boas práticas de pensamentos positivos e intencionalidades. Boa sorte!!!

Eric Boragan Gugliano

quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

Procedimento para "gravação" das boas intenções em cada bolinha.

1- As bolinhas são deixadas no ambiente externo para "condicionamento" dos fatores da natureza como vento, chuva, sereno, luminosidade, sol e magnetismo.


2-Após 24 horas deixadas no ambiente exterior as bolinhas serão condicionadas com gravações mentais das boas intenções. Primeiramente as mãos e a bancada são esterilizadas com álcool.



3-Antes da manipulação das bolinhas é realizada uma meditação com lembranças boas. Eu costumo dizer que são fotografias mentais que tiro desde criança dos eventos felizes. Por algum tempo essas lembranças e sensações são resgatadas com sentimento de  profunda gratidão.


4-Posteriormente a meditação é retirada cada bolinha e colocada  entre as mãos expressando gratidão e desejando: equilíbrio, paz, saúde e prosperidade para quem encontrá-la. Portanto a bolinha recebe "gravações mentais" de gratidão e doação das boas intenções.




5-Ao término do condicionamento das boas intenções, cada bolinha recebe uma gota de aromatizador. O desejo mentalizado é que a pessoa que a encontrar tenha sua vida perfumada pois é merecedora e teve a sorte de encontrar a bolinha de gude bem intencionada.



6-O passo final é guardar cada bolinha em um saquinho de presente com o cartão da indicação do blog para que o receptor entenda os objetivos da prática das boas intenções. Neste momento é mentalizado  que somente após a abertura do presente, a energia armazenada na bolinha se dissipe para quem a tocar primeiramente.


7- Os pacotinhos contendo as bolinhas de gude bem intencionadas são armazenados em um Baú especial, antes de serem doados:




8- As bolinhas de gude bem intencionadas poderão aparecer em qualquer lugar. Parabéns por ter encontrado.







MANUAL DE UTILIZAÇÃO DA BOLINHA DE GUDE BEM INTENCIONADA


quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

BOLINHAS DE GUDE EM PORTUGAL

    Diariamente faço meditações e mentalizações de boas intenções espalhando as bolinhas de gude pela Região Metropolitana da Cidade de São Paulo e nesta última semana algumas bolinhas invadiram a Comic Con e a Arena do Time do Palmeiras Allianz Park.  Você deve estar se perguntando: " O que esse cara ganha com isso?"  Na verdade quando doamos pensamentos bons para alguém essa energia retorna de maneira muito positiva em nossas próprias vidas e toda manhã quando "programo cada bolinha com boas intenções" tenho que buscar em minha própria história os pensamentos de situações boas vividas e cada vez mais o sentimento de gratidão aumenta. 
     Essa prática iniciou em 2008 durante as minhas aulas inaugurais nas Faculdades e Escolas em que lecionava. Logo a idéia espalhou-se entre os alunos e era comum sempre ter alguém a minha procura atrás das famosas bolinhas de gude, inclusive tinha gente que levava a bolinha para parentes em outros estados brasileiros. Na época eu comecei a receber mensagens para enviar a bolinha pelo correio e a mesma também viajou para vários lugares e foi muito positivo receber mensagens sobre o uso do poder da mente. Desde 2015 iniciei uma prática em deixar a bolinha de gude em lugares públicos como um presente surpresa para quem a encontrasse e também tenho recebido diversos tipos de mensagens sobre o significado do encontrar a bolinha e o de desejar coisas boas para outra pessoa. Me chamou a atenção uma mãe aflita pela saúde do filho e quando encontrou a bolinha me escreveu sobre o acender a esperança em melhorar os cuidados com a criança. Até o momento foram doadas em torno de 5.000 bolinhas de gude e recebo mensagens também dos alunos antigos que guardaram a bolinha como uma boa recordação do tempo em que tiveram aula comigo. 
     Na próxima semana (entre os dia 10 de dezembro e 17 de dezembro) 300  bolinhas de gude bem intencionadas invadirão Portugal, principalmente Lisboa, Coimbra e Porto. Nesta semana que antecede a viagem eu cessei a distribuição por São Paulo e estou preparando cada bolinha com gravações mentais de boas intenções aos amigos Portugueses. Primeiramente entrei em contato com uma amiga moradora de Lisboa que me garantiu que a idéia era muito boa. Eu já estive em  Portugal antes e posso dizer que Lisboa  já é uma cidade iluminada por natureza, pois os raios do Sol que incidem na Capital parecem exercer uma luminosidade impressionante e que deixa tudo mais belo. É impossível andar por Portugal sem reconhecer nossa irmandade com os Portugueses e também nossa própria história que é demonstrada o tempo todo pelas construções, museus e estátuas. Eu me peguei admirando a manhã ou o pôr do Sol nos Rios Tejo, Mondego ou o Rio Douro e esses rios parecem exercer uma hipnose convidativa para lançar-se ao mar e não é atoa  também que Fernando Pessoa E Camões tiveram tanta inspiração poética. Estou muito feliz pelo retorno a esse país maravilhoso e mais ainda por presentear seus moradores com bolinhas de gude bem intencionadas. Se você, amigo Português, encontrar uma bolinha lhe desejo sorte e peço para continuar a corrente das boas intenções usando a bolinha para ter pensamentos de gratidão, doação e intenção- veja em outras postagens como "reprogramar" sua bolinha de gude.

"Sozinho, no cais deserto, a esta manhã de Verão,
Olho pró lado da barra, olho pró Indefinido,
Olho e contenta-me ver..." Fernando Pessoa