BOLINHA DE GUDE BEM INTENCIONADA

Parabéns, hoje você encontrou uma bolinha de gude bem intencionada!!!

Parabéns!!! Você atraiu uma Bolinha de Gude Bem Intencionada. Ao embalar cada bolinha é criada a boa intenção, para quem a receber, de pensamentos felizes e prósperos. O convite é para que você possa continuar reprogramando sua bolinha de gude com seus pensamentos de esperança, foco e felicidade. A proposta dessa ação e desse blog é disseminar uma corrente de felicidade pelas cidades. Para isso é proposto, que toda vez que tocar na bolinha, você tenha pensamentos de gratidão, doação e intenção (veja mais informações nos textos laterais e postagens).
Nenhuma ação mística ou espiritual é atribuída a bolinha de gude a não ser o uso da mesma para condicionar boas práticas de pensamentos positivos e intencionalidades. Boa sorte!!!

Eric Boragan Gugliano

sexta-feira, 18 de agosto de 2017

Uma força misteriosa lhe fez encontrar uma estranha bolinha de gude hoje. Chegou a hora de mudar sua vida. Use seu poder da Intencionalidade.

Olá Querido (a) leitor (a) 


Fico muito feliz que tenha encontrado esse blog ou por ouvir pessoalmente minhas histórias sobre as aparições quase que improváveis das mais das 30 bolinhas de gude, ou por ouvir de terceiros ou simplesmente ter encontrado uma bolinha de gude bem intencionada.

Essa bolinha foi condicionada e preparada com bons pensamentos e você deverá reprograma-la ao toca-la, desejando pensamentos de Gratidão, Doação e Intenção.

Por exemplo: Sou grato por estar aqui hoje, estou doando um pensamento de saúde para um amigo meu que está precisando e intenciono que tal pessoa me ligue até o final do do dia.  Você pode condicionar sua bolinha com infinitas possibilidades quantas vezes desejar.

O objetivo do blog é divulgar os poderes da intencionalidade, notícias, documentários, vídeos motivacionais, textos, histórias de vidas...

A distribuição das bolinhas de gude bem intencionada é feita voluntariamente e já foram distribuídas em torno de 5.000 bolinhas com essa finalidade entre meus alunos e em algumas  palestras, além de deixadas carinhosamente pelos espaços urbanos.

Peço apenas um  pequeno espaço nesse texto, e de modo algum quero ser indelicado, para indicar o meu primeiro livro da Série Dimensões, só aproveitando para fazer um pequeno merchandising, e instigando para viajar nas dimensões com o passaporte da sua bolinha de gude que lhe será útil nos próximos livros.   


INFORMAÇÕES SOBRE O LIVRO PODE SER ENCONTRADO :




Caso você não possa esperar pela demora da entrega do sedex , pode comprar  diretamente na Banca pelo mesmo valor:

Banca 1PAULISTA
TOP CENTER 3449 3161
Av. Paulista Frente 810, Esq. Al Joaquim Eugênio de Lima. Próximo a Gazeta

Banca 2- UNIFESP
Rua Pedro de Toledo Frente 606- Restaurante Finesse- Esquina com a Rua Botucatu.


Banca 3BANCA SANTA CRUZ
Saída do Metrô Santa Cruz em frente ao colégio Arquidiocesano.


Obrigado

E boas viagens pelas dimensões da bolinha de gude bem intencionada!

terça-feira, 23 de maio de 2017

OPOSTOS



 Uma história verídica que conta a vida em mundos opostos  e altamente motivadora. Se você estiver sentindo-se perdido e sem coragem para continuar, veja o exemplo de que tudo pode ser mudado com determinação e fé.

quarta-feira, 10 de maio de 2017

Um abraço e um olhar... “mas algo no caminho se perdeu...”

     Quando dizemos que a vida não tem sentido estamos dizendo a verdade, pois
o que seria da vida se ela já viesse com um sentido e um propósito, assim não
teria graça. Viemos a este mundo para descobrir novos caminhos e trilhar
novas escolhas, das quais ainda não tinham sido feitas, estamos sempre
procurando algo novo para nos satisfazer de alguma forma, seja fisicamente ou
mentalmente, por isso o novo sempre nos intriga, nos trazendo o medo e
insegurança.


     Queremos sempre mais, buscando sempre mais, veja, por exemplo, uma
família, ela está sempre querendo mais, pois assim ela irá proporcionar uma
vida feliz para os filhos, para quem seja, mas o que é a felicidade de verdade?
Será que ser feliz é ter dinheiro, ter uma boa casa, um bom emprego? Sim,
talvez, porque não, a felicidade está onde queremos que ela esteja, basta se
sentir bem com aquilo que estamos fazendo. Dizer que a felicidade vai além de
ter um bom trabalho é um senso comum, porém cada pessoa tem sua
felicidade, assim como cada um de nós tem uma alma com diferentes
potencialidades, somos diferentes, então porque minha felicidade tem que
estar nos mesmos lugares que o seu.


     Mas do que estamos falando mesmo, qual é o ponto que queremos chegar, já
me perdi diversas vezes tentando achar uma resposta para essa questão que
eu já nem me lembro mais. Qual o sentido de haver um destino para nós? Não
gosto disso, pois destino é aquilo que já esta predestinado na nossa vida,
pensando assim, estamos apenas revendo a fita de vídeo de nossas vidas.
Gosto de pensar que faço meu próprio destino, com minhas escolhas, minhas
rimas, minhas paixões, ilusões e desilusões, vivendo sem arrependimentos,
pois acredito que terei mais chances de aproveitar a vida. E quem disse que
viver é apenas estar na terra, com um coração pulsando dentro do corpo.  



    Quantas questões será que conseguimos colocar com apenas um tema? Até
agora já pensei em várias, mas sempre me desviando do ponto inicial, mas
porque eu tenho que seguir um caminho que dará no ponto inicial? Quero jogar
novas ideias, fazer novas observações, colocar um novo caminho para essa
pergunta.


     Gosto de ver a vida de novas formas e jeitos, ser quem eu sou e não sou em
diversas circunstâncias da vida, coexistimos com diversas formas de nós
mesmos num único corpo, quero me reaprender e me aprender de novo. Gosto
de viver sem rumo, mas me preocupo com o futuro, gosto de comer doce, mas
me preocupo com a saúde, qual o sentido disso, estamos sempre presos a
alguma coisa, precisamos sempre estar em equilíbrio, porque não podemos
apenas esquecer e seguir em frente? Porque se esquecermos de cada coisa
que aprendemos com tempo, como poderíamos aprender a seguir em frente,
tudo que acontece conosco serve como aprendizado, “vivendo e aprendendo a
jogar, nem sempre ganhando nem sempre perdendo, mas aprendendo a jogar”.



     Voltando ao X da questão, quando dizemos que “algo se perdeu no caminho” ,
estamos nós referindo a tudo, sempre que fazemos uma escolha, deixamos
outra de lado, acho que é isso que perdemos, mas é ai que entra o nem
sempre ganhando nem sempre perdendo, mas aprendendo, quando deixamos
algo para trás, damos espaços para carregar novas oportunidades, às vezes
deixamos cair sem querer e não podemos pegar, pois à distância já esta muito
longe, mas lá na frente encontraremos algo novo, somos feitos assim, estamos
sempre em busca de algo novo, não do que deixamos no passado, o passado
é história, o amanhã é um mistério, mas o hoje é uma dádiva, por isso se
chama presente. Devemos nos preocupar com o agora, pois nunca se recusa
um presente.

 
Nathalia de Souza - Aluna do Curso de Enfermagem das Faculdades Oswaldo Cruz
Disciplina: Desenvolvimento do Ser I
Tema: a ser desenvolvido: Um abraço e um olhar... "mas algo no caminho se perdeu..."

domingo, 30 de abril de 2017

Felicidade = Transformação do Estado de Vida

VÍDEO ITINEN SANZEN


  O conceito de Itinien Sanzen, descrito pelo Buda Tien-tai,  tem como definição o  um único momento na vida. Esse conceito descreve que em um único momento da vida existem 3.000 possibilidades ou mundos. São 10 estados de vida e em cada um desses estão contidos os outro 9 estados (possessão dos mundos). Por exemplo, a pessoa no estado de inferno contêm o estado de buda e também os outros oito estados. Portanto os 10 mundos contem dentro os próprios 10 mundos (10 x 10 = 100).   Esses mundos são influenciados pelos 10 fatores (100 x 10 = 1000) e relacionam-se com os 3 domínios da existência (1.000 x 3 = 3.000). Portanto, o nosso estado de vida depende da possessão mútua entre os próprios estados e relacionados com os fatores e domínios da existência.

  Eu gosto muito dessa classificação, pois Tien-tai consegue relacionar o estado de vida de um ser vivo com suas causas internas e influenciados pelos domínios externos da sociedade que é nossa relação com o mundo natural e social e o uso dos cinco sentidos. Só para ilustrar um pequeno exemplo, imagine  que nossa aparência é influenciada pelo ambiente em que vivemos e nossas causas internas. A medida que melhoramos nosso estado de vida (causa interna) transformamos nosso ambiente exterior e nossa própria aparência. Esse é o princípio do budismo e da felicidade: a transformação do estado de vida.


VÍDEO: OS 10 MUNDOS


LINK OS 10 FATORES:

OS 10 FATORES



Para conhecer mais:

TESE DOUTORADO O CUIDAR NA PERSPECTIVA DO BUDISMO


http://www.bsgi.org.br 





sábado, 29 de abril de 2017

DIMENSÃO DO AMOR

   Quando você se livra de todos os apegos egoístas, quando acredita que o amor é o núcleo de sua natureza, sente uma paz completa. Nessa paz existe uma semente de doçura percebida no âmago do coração e, a partir dessa semente, com paciência e devoção você nutre o supremo estado de alegria, conhecido como êxtase. Em termos espirituais, amar é simplesmente natural, pura consciência, puro amor, puro espírito. Nós distraímos o amor pela atração sexual, emoções instáveis e dogmas religiosos. O motivo de não nos sentirmos completamente amados e dignos de amor é não nos identificarmos com a nossa natureza espiritual. Nosso senso de amor perdeu a única coisa que não poderia ser deixada de lado: nossa dimensão mais elevada. Como restaurar essa parte perdida de nós mesmos? A dúvida reflete o ego que está preso no tempo e no espaço; o amor reflete a divindade. Portanto, o caminho para o amor não é uma escolha, pois todos nós precisamos descobrir primeiramente quem nós somos. O caminho pode ser adiado, você pode perder fé nele, ou até mesmo perder a esperança na existência do amor. Nada disso é permanente: só o caminho.

  Para nos conhecermos precisamos responder primeiramente a pergunta:  O que nos torna humanos? Seria a cultura? Inteligência? Linguagem? Humor? Para o prêmio Nobel alternativo de economia Manfred Max-Neef  seria a estupidez, já que os animais ditos irracionais não fazem coisas estúpidas como a destruição sem sentido. Para Albert Einstein duas coisas parecem infinitas: O Universo e a Estupidez Humana. Essa estupidez seria devido a agressão passiva, traduzida pela indiferença dos que não se importam com o bem comum e causa humana. Para Mahatma Gandhi a estupidez é considerada a pior e mais destrutiva doença. Nosso problema é que criamos um conceito de "normose" ou normalidade pelos sistemas corrompidos e o indivíduo ajustado a esse sistema torna-se normal. 

  Cada vez mais é possível verificar na população brasileira essa "normose", falta de amor e estupidez. O ego se manifesta em cada atitude de desprezo pelo outro nos transportes e espaços públicos. Mas o mesmo indivíduo que age dessa forma reclama da humanidade. Eu tenho o hábito de reparar nos carros das pessoas os adesivos de religião. Principalmente quando desrespeita as leis de trânsito e os pedestres. Outro dia, ao atravessar a faixa de pedestre na Vila Mariana pude presenciar um motorista que nem se apercebeu de minha existência. Fiquei a pensar que se ele estivesse fora dessa "normose", daria passagem, primeiramente a minha pessoa, e quando olhei para o carro encontrei uma marca da mesma filosofia e organização que sigo.  Isso me fez refletir muito, inclusive em minhas próprias atitudes, pois esse estado de "normose" para a ausência do outro está arraigado até naqueles que praticam religiões e filosofias virtuosas. 

  A prática do amor ajuda na recuperação. Quantas experiências relatadas de uso de animais, como cães, em lares idosos e hospitais, os palhaços e músicas tocadas em ambientes de saúde para melhorar a condição do doente?  Essa postagem é apenas um convite para buscar o amor dentro de nós mesmos e olhar para o outro com respeito e dignidade, sair da "normose doentia" e não esperar acontecimentos externos para sermos felizes.  Vamos nos aproximar mais do amor profundo por nós mesmos, pelo planeta, pelos habitantes desse planeta. Não vamos apenas nos indignar com o estado normal de estupidez que se estabeleceu na maioria, mas vamos buscar em nós mesmos se não estamos também refletindo esse estado. Quando deixamos de culpar a falta de amor dada pelas outras pessoas a nós mesmos, estaremos no caminho certo  para o amor espiritual que se liberta da análise do ego e se desprende de qualquer dogma.



CREM, ROBERTO.  Compreensão: convergência entre o Saber e o Ser. UNIPAZ | Portal do Campus Rio. Disponível em: http://www.unipaz.com.br/compreensao.html


 CHOPRA, DEEPAK. O caminho do amor. Editora Rocco. São Paulo.  1999

sábado, 15 de abril de 2017

EU MAIOR



" O motivo por você não sentir-se completamente amado e digno de amor é não identificar com a sua natureza espiritual. Seu senso de amor perdeu a única coisa que não pode ser deixada de lado: sua dimensão mais elevada."
                  Deepack Chopra

segunda-feira, 20 de março de 2017

DIA INTERNACIONAL DA FELICIDADE

Hoje, dia 20 de Março é o dia Internacional da Felicidade. 

De acordo com o relatório das Nações Unidas o Brasil ocupa a posição 22 no ranking da nação mais feliz do planeta. O primeiro país é a Noruega.

Conheça o Relatório Mundial da Felicidade


Recomendo assistir o documentário abaixo:


Happy- Felicidade Genuína



Smurfs se juntam a ONU para divulgação do dia da felicidade:

Campanha da ONU- SMURFS

Pratique a compaixão e gratidão diariamente, respeite a coletividade, seja feliz.

domingo, 12 de março de 2017

If the word was 100 people - Si le monde était un village de 100 personnes.

Ao imaginar o mundo sendo uma aldeia de 100 pessoas é possível perceber como fazemos parte de uma mesma família, portanto o preconceito é indevido. Se bater a tristeza por não fazer parte de uma classe social dominante e não possuir o carro do ano ou a moradia desejada, perceba que ainda muita gente nessa aldeia não tem o que comer durante o dia e nem tem acesso a água. Você já pode se considerar um privilegiado por ter acesso a internet e poder estar lendo isto. 

Vamos ter gratidão pela vida que temos e desejar boas intenções para um mundo com mais dimensões de paz e igualdade.




VERSÃO EM PORTUGUÊS





VERSÃO EM FRANCÊS

VERSÃO EM INGLÊS






quinta-feira, 9 de março de 2017

CERTEZA

  Nós recebemos sempre aquilo que desejamos. Quando estamos em dúvida recebemos a energia da dúvida. Quando estamos em ódio, recebemos a energia do ódio. Pensamentos negativos criam possibilidades incertas que podem ser substituídos por pensamentos de certeza. Quando criamos a certeza, nossa mente trabalha em uma sintonia com o corpo como se cada célula soubesse que tal fato pensado seja absolutamente certo de acontecer e desta maneira é manifestada a realidade. 
   O meu primeiro teste sobre o uso da certeza foi quando eu desejei mudar de moradia, dois anos após ter me casado. Nosso primeiro apartamento era muito pequeno e muito arrumadinho, tipo apartamento de noivos, mas as condições do bairro não ajudavam muito. Um dia minha esposa me chamou a atenção de que não era mais possível viver naquele bairro e que precisaríamos sair. Eu não via nenhuma condição de sair dali devido a dívida contraída com a construtora e o salário baixo, até que um dia li um livro sobre intencionalidade. Comecei a colocar em prática e procurar outros imóveis em outras regiões e, quando escolhi o bairro e prédio perfeitos, fazia o caminho todos os dias como se morasse naquele bairro, comprava pão na padaria do bairro, cortava cabelo naquele bairro e até dava seta no meu carro indicando que entraria no prédio escolhido. A condição para eu poder mudar era vender o apartamento em que morava, porém outros vizinhos estavam vendendo com o valor 50% a 70% mais barato. Existia um mural na portaria onde eu acompanhava todos os dias o movimento das vendas até um dia ver um morador que apenas passava a dívida. Mesmo vendo a realidade que estava em minha volta, continuei com a prática da intenção de morar no outro bairro escolhido.
      Um dia acordei com uma sensação diferente e imaginei que poderia ir até a construtora propor uma devolução. Na época essa prática não existia e quando fui com minha esposa tentar negociar, sabíamos que as chances seriam mínimas. Após uma longa espera a secretária disse que devolveria 70% do que havíamos pago o que era exatamente o valor da minha intenção de venda no início. Outras pessoas do condomínio souberam do acordo e correram para a construtora e não mais conseguiram. O único problema é que tínhamos que mudar em um mês e eles não iriam pagar todo o valor e sim parcelar em 12 prestações. Naquela época ninguém aceitava vender imóvel sem uma bela entrada, mas apareceu um apartamento no mesmo bairro, mas não no prédio em que tinha escolhido, e conseguímos nos mudar para lá também em acordo com a nova construtora que permitiu fazer a mudança mesmo sem a documentação necessária e ainda parcelando a entrada. Não moro mais nesse apartamento, mas estou morando quase de  frente daquele prédio em que dava a seta para entrar na garagem quase todos os dias e que devia deixar o porteiro assustado.
  Quando contei essa história para meus alunos, alguns também fizeram essa prática e pude presenciar também conseguirem suas mudanças pessoais como trabalhar em uma boa empresa ou mesmo transferência de setor de trabalho. 
   Portanto, independente do que esteja acontecendo em volta, o mais importante é a certeza do seu foco.




segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

PARABÉNS!!! VOCÊ ATRAIU UMA BOLINHA DE GUDE BEM INTENCIONADA!!!

Parabéns!!! Você atraiu uma Bolinha de Gude Bem Intencionada. Ao embalar cada bolinha são criados pensamentos de boa intenção, para quem a receber: pensamentos felizes, prósperos e de saúde. O convite é para que você possa continuar reprogramando sua bolinha de gude com seus pensamentos de esperança, foco e felicidade. A proposta dessa ação e desse blog é disseminar uma corrente de felicidade pelas cidades (Grande São Paulo). Para isso é proposto, que toda vez que tocar na bolinha, você tenha pensamentos de gratidão, doação e intenção. 

 Você poderá deixar sua bolinha de gude bem intencionada em um lugar que possa encontrar sempre. Ao acha-la ou toca-la você vai sempre ter o pensamento do que deseja que lhe aconteça, seguindo os passos da gratidão, doação e intenção. Por exemplo:

1- GRATIDÃO: Agradeça sua vida, sua casa, sua família, seu emprego, seu carro, namorado(a)...
2- DOAÇÃO: Doe um pensamento desejando saúde, paz , prosperidade... sempre pensando em alguém e também para a coletividade e o planeta Terra.
3- INTENÇÃO: Por fim, você se concentrará no que deseja que aconteça na sua vida. Você poderá começar a pensar em coisas simples para fazer o teste e ir aprimorando. " Eu quero ganhar um bombom de alguém hoje... Eu quero que tal pessoa me ligue hoje..." Faça o teste e verá que você é grande responsável por criar e atrair situações em sua vida.

Nenhuma ação mística ou espiritual é atribuída a bolinha de gude a não ser o uso da mesma para condicionar boas práticas de pensamentos positivos e intencionalidades. 

O objetivo desse blog é a divulgação do poder da intencionalidade e o convite para testar o seu poder mental. Bolinhas de gude são distribuídas aleatoriamente. Se você chegou a esse blog deve ter atraído uma bolinha de gude bem intencionada. Você tem uma capacidade extraordinária dentro de sua mente e a bolinha de gude o fará lembrar para utilizar tal força. Cada vez que tocar na bolinha tenha pensamentos de gratidão...doe bons pensamentos para alguém e ...intencione (faça seu desejo de algo que queira que aconteça). Você está fazendo parte de uma teia de boas intenções e deverá ser grato quando seu desejo se manifestar. Bolinhas de gude bem intencionadas podem aparecer em qualquer lugar..

A bolinha de Gude Bem Intencionada faz parte de um projeto que iniciou em 2008 com objetivos de promover uma corrente de boas intenções. Começou com a distribuição das bolinhas aos meus alunos,durante cada aula inaugural do semestre, na Uniitalo e Unimonte.  Nessa aula era realizado o convite para mudanças da realidade. Semana após semana alguns alunos me procuravam para dizer que a prática da intenção tinha dado certo nos objetivos pensados. A idéia da criação do blog foi a de trazer vídeos, textos e contar um pouco dessas histórias, começando com a minha que foi a de atrair, pelo pensamento, uma bolinha de gude azul e assim aconteceu de várias maneiras diferentes, interessantes e surpreendentes (veja postagem). Á partir de 2016 decidi que iria distribuir essas bolinhas pela cidade para mais pessoas realizarem a prática da intencionalidade por um mundo melhor e  também focarem em seus objetivos pessoais. Mensalmente são distribuídas cerca de 400 bolinhas de gude e que podem estar na rua, hospital, loja, estações, ônibus, trem, metrô, shopping, escolas, faculdades... Se você a encontrou considere-se com muita sorte!!!

Agradeço se puder me enviar uma resposta  de como foi encontrar a bolinha e o resultado obtido.

Eu sou Eric Boragan Gugliano e lhe desejo felicidade!!!

Para saber como as bolinhas são preparadas acesse: 
Comunidade facebook: @bolinhadegudebemintencionada

Entre em contato em: bolinhadegudebemintencionada@gmail.com

Se quiser saber onde cada bolinha foi deixada,ou deseja receber mensagens diárias de motivação acesse: https://twitter.com/BoaIntencao

-- 
ERIC BORAGAN GUGLIANO

terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

ATRAIA BOLINHAS E MUDE O CARMA

  A mente é o molde da vida biológica e física. Nosso corpo reflete o espelho mental, portanto as doenças começam na mente e a cura biológica depende de uma mudança mental.  Nossa realidade no mundo que nos cerca, como nossas relações interpessoais, também são de responsabilidade de nossa ação mental. O pior em acreditar nessa teoria é perceber que tudo está dentro da gente. Quando algo se manifesta negativamente em nossas vidas fica mais fácil atribuir ao externo, porém admitir que a causa é interna, dói mais. Eu ouvi uma história interessante de um rapaz que só atraia mulher que não prestava em sua vida. Após três tentativas frustradas, já entendendo que o problema era dele em atrair tais relacionamentos destrutivos, o cara resolveu dar prosseguimento em um relacionamento com uma moça de que ele não gostava. Ele disse pra ele mesmo que se não gostava da moça era porque então ela era uma moça do bem. Dito e feito e o relacionamento deu muito certo, com um ótimo casamento e três filhos. O incrível disso é que a pessoa deu um jeito de enganar o próprio carma. Como geramos o carma? De acordo com a filosofia budista, palavras, pensamentos e ações geram bom carma ou mau carma. Como tudo está em nossa mente, nossas gravações internas determinam nosso destino. O carma pode ser definido como ação e reação. Para cada ação que temos em nossa intencionalidade temos a reação que pode ser boa ou ruim dependendo do teor da ação.
   A simples experiência em atrair uma bola de gude em 2008 criou a manifestação dessas bolinhas em minha realidade até a data de hoje. Essa experimentação me mostrou que nossa realidade começa mesmo com o pensar. Meus amigos de trabalho estão estudando e aplicando a Constelação familiar, que é um método terapêutico  capaz de identificar as relações familiares profundas que ficaram gravadas no indivíduo sem que ele tenha consciência disso e manifestando-se em problemas ou doenças. O alemão Bert Hellinger, que desenvolveu a teoria, diz que nosso corpo faz parte de uma constelação por funcionar em um sistema relacionado com as pessoas, com o mundo, com o Universo. O modo como relacionamos com os sistemas manifestamos em nossas vidas. Para o físico quântico Amit Goswami o ser humano é multidimensional e a nova ciência de cura deve estar focada na consciência. Ele comenta o poder mental no processo da cura, onde o uso da imaginação pode facilmente mudar padrões biológicos como "pensar em pequenos tubarões nadando na corrente sanguínea e devorando os tumores em um caso de câncer." 
   Existem muitas histórias que demonstram o poder da mente na transformação da realidade e em processos de cura. Para se acreditar nisso é preciso experimentar, portanto este blog lhe convida a fazer um teste e pensar em atrair uma bola de gude. Pense na bolinha, escolha uma cor para ela, imagine a felicidade de encontrar a tal bolinha. Quando menos você esperar a bolinha aparecerá de maneira surpreendente demonstrando que você criou tal realidade e tem o poder de criar novas realidades para sua vida. Divulgue sua experiência nos comentários.  O tempo para isso acontecer depende de cada um e no meu caso a primeira bolinha só se manifestou após um mês do teste e perdi a conta de quantas bolinhas já apareceram... tenho em mente que deva ser em torno de umas trinta. Mas o que atrair bolinhas de gude vai mudar minha vida? A resposta é que se eu atraí uma bolinha de gude com o simples ato da intenção, posso atrair muito mais coisas positivas, desde que entenda meu carma. Como bolinhas não afetam o carma de ninguém é muito mais fácil de encontra-las. Experimente! Tente e se surpreenderá. Depois disso, foque em transformar seu carma.

domingo, 12 de fevereiro de 2017

SABEDORIA, CORAGEM E COMPAIXÃO

  

  
 O que de fato significa felicidade? Na filosofia antiga havia a crença de que o estado de felicidade dependia de nossa atração pelo anjo bom, do contrário, o anjo mau nos encaminharia para as tragédias humanas.

  Em outras explicações filosóficas o conceito de felicidade tinha a ver com as medida do prazer proporcionado em nossas vidas,  não somente o prazer material mas também o  prazer da alma conseguido por uma prática virtuosa. Uma das crenças curiosas dizia que o otimismo não gerava felicidade, pois quando a pessoa tem muito otimismo sobre qualquer assunto, poderia se decepcionar facilmente. Um exemplo disso é sair de carro por uma cidade bem populosa acreditando que as pessoas serão educadas no trânsito. 

  A felicidade é sentida quando reforçamos nossas relações interpessoais e com o planeta, quando enxergamos a realidade das situações ruins e mesmo assim continuamos o nosso objetivo de continuar a remar em ventos contrários. Felicidade é atingir uma meta, independente de qual seja.
  
  O filósofo Daisaku Ikeda diz que o propósito da educação é ensinar não somente conteúdos, mas criar a felicidade, ou a tarefa da educação é assegurar conhecimento para que possa causar felicidade e paz humana, sendo a educação o caminho mais demorado para a transformação social e , segundo ele, estaríamos falhando em colocar a felicidade do ser humano como meta principal. Ele propõe uma educação focada no humanismo e em três princípios: Sabedoria, Coragem e Compaixão.  A sabedoria para percebemos a interação da vida e do ambiente; coragem para não negar as diferenças; compaixão para mantermos uma empatia imaginativa que ultrapasse as imediações e alcance as pessoas que estão sofrendo em locais distantes. A cada minuto de nossas vidas temos que ter sabedoria para nossas atitudes, coragem para mudarmos situações que não nos cause felicidade e compaixão para nos relacionarmos com todos os seres. De que forma vamos superar a ganância e o preconceito? Como vamos aumentar a empatia por todos? A resposta seria uma educação focada no valor humano que não cria pessoas egoístas, sendo o maior valor para a educação a felicidade. O humanismo deve ser o princípio de todo o sistema educacional

 Assim como o "anjo mau e anjo bom" , o bem e o mal existem nas vidas das pessoas e temos que aprender a cultivar as qualidades positivas em nós mesmos como nos outros. Quanto mais boas intenções e pensamentos de paz tivermos, mais contagiantes serão nossas relações com o mundo que nos cercam. Portanto temos que ter coragem para mudarmos nossas realidades. Como disse Raul Seixas na música Aquela Coisa: " Mas é possível você tentar, talvez alguma coisa muito boa possa lhe acontecer." A educação deveria capacitar cada pessoa com força para vencer as próprias fraquezas, prosperar em meios as realidades sociais e criar novas vitórias para o futuro.

  A vida da pessoa que sofre é cheia de por quês: Por que não tenho um bom emprego? Por que não tenho um bom relacionamento? Por que não fiz aquilo no passado ....? Tantos questionamentos que podem nos levar a depressão e a tristeza. Podemos transformar isso com a mudança de pensamento com um novo espírito de gratidão por tudo que ficou no passado. Ao invés dos por quê, que tal: "Sou muito grato por tudo que me aconteceu." 

 A vida é uma viagem que necessita de bom humor, riso e coragem. Que os anjos bons e ruins que nos atormentam sirvam de estímulos para conquistarmos nossa felicidade interior, independente da vida que passamos no passado, presente ou futuro. Enquanto o "sistema" não nos beneficia a sermos felizes, busquemos na nossa própria vida de quedas e levantadas, a força para sermos felizes e essa é a meta principal para vivermos. Vamos treinar a prática da sabedoria, coragem e compaixão? Lembram-se do desenho Bem Bem e Mau Mau? No final o bem sempre vencia.

AQUELA COISA


"Mas é preciso você tentar, talvez alguma coisa muito nova possa lhe acontecer."

Meu sofrimento é fruto do que me ensinaram a ser
Sendo obrigado a fazer tudo mesmo sem querer
Quando o passado morreu e você não enterrou
O sofrimento do vazio e da dor
Ficam ciúmes, preconceitos de amor

E então, e então

É preciso você tentar
Mas é preciso você tentar
Talvez alguma coisa muito nova possa lhe acontecer (bis)

Minha cabeça só pensa aquilo que ela aprendeu
Por isso mesmo, eu não confio nela eu sou mais eu
Sim... pra ser feliz e olhar as coisas como elas são
Sem permitir da gente uma falsa conclusão
Seguir somente a voz do seu coração

E então, e então

E aquela coisa que eu sempre tanto procurei
É o verdadeiro sentido da vida
Abandonar o que aprendi parar de sofrer
Viver é ser feliz e nada mais

Mas é preciso... (2x)

quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

MAIS UMA BOLINHA ENCONTRADA- JANEIRO 2017

   Desde quando iniciei o teste da prática da intencionalidade desejando encontrar uma bolinha de gude, as mesmas apareceram na minha vida das maneiras mais esquisitas possíveis (veja as histórias em links anteriores). Alguns alunos, motivados por essas histórias, também fizeram suas mentalizações em encontrar uma bolinha de gude e os resultados mais estranhos aconteceram com um rapaz da Escola Paulo Freire na cidade de Itanhaém (São Paulo) onde ele havia feito a mentalização de encontrar uma bolinha de gude. Ele foi experimentar o chá (alucinógeno) do Santo Daime e encostou-se na parede da casa enquanto a planta fazia seu efeito. Na parede havia um buraco e ele começou a cutucar com o dedo, rolando uma bolinha de gude do buraco. O aluno, todo eufórico, me levou a bolinha na aula  e eu fiquei muito surpreendido com a história toda. O mais estranho foi quando ele colocou a  bolinha em minha mão e a mesma rachou no meio no mesmo momento, quase que como um estouro. Eu não consegui elaborar nenhuma explicação plausível para o fato,  mas achei a muito interessante todo o acontecimento. Em outra história uma aluno da UNIITALO encontrou a sua bolinha de gude em uma cachoeira. Quando ele olhou para o rio, viu a bolinha descendo com a correnteza. As bolinhas também apareceram de maneira muito esquisita em minhas mentalizações. Após eu ter feito o teste de encontrar uma bolinha de gude azul, passado um mês, uma aluna da UNIMONTE me chamou a atenção, na fila do xerox, que sua bolinha de gude havia caído no ralo. Ela estava atrás de mim na fila e deixou cair suas moedas no ralo e reclamando: " Tudo caí nesse ralo inclusive minha bolinha de gude." Quando eu olhei para o fundo do ralo lá estava a bolinha de gude azul conforme eu havia mentalizado. Naquele momento eu fiquei arrepiado e assustado pelo fato de alguém me dizer onde estava a bolinha. Assim foram com as outras histórias, como o aluno da UNIMONTE que tinha uma bolinha de gude na mochila e a bolinha que encontrei ao sair do carro em um estacionamento no momento em que abri a porta e pisei no chão, quase pisando na bolinha de gude. Muitas bolinhas apareceram e fui guardando todas elas. No ano passado duas alunas das Faculdades Oswaldo Cruz me escreveram surpreendidas por terem encontrado bolinhas de gude nas calçadas da Cidade de São Paulo.
   Na última segunda feira dia 23 de janeiro ao parar no posto Petropen em Pariquera-Açu (São Paulo) e visitar a Aldeia Graal Regilis Petrius (uma mini cidade com castelo para crianças), enquanto meu filho visitava a igreja da Aldeia, coloquei minha mão no bolso traseiro e caiu uma nota de R$2,00 no chão ao lado do boneco do frade amassando a uva com os pés. Ao abaixar-me para pegar a nota me deparei com algo brilhante enterrado no chão e para minha surpresa era uma bolinha de gude. A minha cunhada usou a chave do carro para desenterrar a bolinha e comemorei mais uma bolinha de gude encontrada. Mesmo acreditando fielmente na Lei da Intencionalidade e ter feito muitas práticas, ainda me surpreendo com as bolinhas e as maneiras como elas ainda aparecem. Com toda certeza absoluta nossa realidade se manifesta com o pensamento.


Foto da bolinha de gude encontrada na Aldeia Graal no Posto Petropen (Pariquera-Açu-SP) 23/01/17

quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

A FELICIDADE É UM TREINO

A felicidade é um treino semelhante a qualquer treino de condicionamento físico. Existem pessoas que se queixam de que é impossível ser feliz vivendo a vida que tem nos seus afazeres diários, culpando o destino, a rotina e a falta de sorte. A felicidade é um estado de vida que pode ser conseguida por treinamento. Daí o leitor que se identificou com a pessoa comentada dirá: "O que você esta dizendo então é uma felicidade falsa, uma ilusão para me sentir melhor." A felicidade sendo um estado não é ilusão. Se facilmente conseguimos criar estados de ansiedade somente em pensar em problemas futuros, pensar em pensamentos felizes é a mesma coisa mas com outra polaridade. O difícil mesmo é nós aceitarmos que estamos viciados em pensamentos bloqueadores e que nos mantem sempre no mesmo estado condicionado, podendo ser o vício da reclamação, da infelicidade, da fofoca e de outros tantos mais pensamentos negativos. Como condicionar pensamentos de felicidade? O nobre leitor ainda dirá: " Vou pensar então que sou milionário." Com certeza esse pensamento traria muita felicidade ao pensar nos benefícios que o dinheiro farto traria, mas essa seria uma sensação fictícia. Sabe aquele dia em que você parou na rua pra tomar banho de chuva na infância? Lembra-se da sensação de andar de bicicleta pela primeira vez?  Essas sensações foram realmente vividas. Nós temos muitos momentos felizes dentro da gente e eu costumo colecionar, como em um álbum digital instalado em meu cérebro, momentos em contato com a natureza, viagens e cenas familiares. Então todo dia eu coloco pra rodar essas imagens até me fixar em um momento do passado e relembrar de todas as sensações daquele momento. Me dá uma saudade e vontade de voltar exatamente alí e são coisas simples como tomar café da tarde na casa dos avós já falecidos há muito tempo. Portanto, temos muitos pensamentos felizes dentro do nosso álbum mental. Treinar regatar esses pensamentos felizes todos os dias irá mudar aos poucos seu estado de sentimentos e quando você menos perceber estará sentindo-se feliz e com vontades de compartilhar a felicidade, atraindo ainda novas situações que reforçarão o estado feliz.  Tudo está na mente, concentre-se nesses momentos e esqueça os momentos sombrios.